Através do diafragma, o fotógrafo controla a luz e a profundidade de campo; é ele que lhe permite determinar o brilho e o foco da sua fotografia. Funciona como uma extensão do olho humano, no ato de captar a visão de quem faz a fotografia. Congelando para sempre no tempo o momento fotografado. Ficando um momento inalterado, independentemente das transformações que vierem a acontecer no futuro. Com o nosso trabalho, queremos congelar no tempo a “nossa terra”, contribuindo para a mudança, de forma positiva, da visão de quem olhar para as nossas fotografias.